Última hora

Última hora

Haiti precisa de mais ajuda contra a cólera

Em leitura:

Haiti precisa de mais ajuda contra a cólera

Tamanho do texto Aa Aa

A epidemia de cólera continua a expandir-se no Haiti, ao mesmo tempo que se acentua a lentidão nos serviços de socorro.

A tensão que se faz sentir depois do ataque que foram alvo os capacetes azuis da ONU, não facilita a organização dos cuidados de saúde.

Os Médicos Sem Frontieras pedem o reforço da acção de todas as organizações de ajuda que se encontram no país:

“Tem havido muitos problemas para as pessoas chegarem aos nossos centros por causa dos protestos. Os doentes ficam bloqueados em casa, onde acabam por morrer ou chegam aqui já demasiado tarde”, explica uma médica.

Na terça-feira dezenas de jovens atacaram alguns soldados da ONU e sairam para as ruas pedindo a retirada da Força de Estabilização das Nações Unidas no país (Minustah), acusando os soldados de propagarem a doença.

Desde meados de Outubro a cólera já matou 1100 pessoas no Haiti. Peritos norte-americanos afirmam que se trata de um surto muito virulento.