Última hora

Última hora

Irlanda mantém indecisão sobre pacote de ajuda

Em leitura:

Irlanda mantém indecisão sobre pacote de ajuda

Tamanho do texto Aa Aa

A União Europeia aumenta a pressão sobre a Irlanda, enquanto as delegações de Bruxelas e do FMI visitam o país para discutir um possível pacote de ajuda.

O governo de Dublin continua indeciso em relação aos termos desse pacote. O montante da ajuda pode situar-se entre os 45 e os 90 mil milhões de euros, uma quantia astronómica para aliviar a crise que o país vive, não só em termos de défice e de dívida pública, mas sobretudo de dívida à banca estrangeira.

O executivo liderado por Brian Cowen pode agora ter que reverter a divisa que foi a dos rebeldes irlandeses na I Guerra Mundial, “nem Rei, nem Kaiser”, já que as dívidas aos bancos, sobretudo britânicos, podem vir a ser colmatadas por uma ajuda que vem, sobretudo, da Alemanha.

As pressões para que o governo aceite o pacote vêm também de outro país numa situação semelhante, a Grécia: “O governo irlandês está a fazer o melhor que pode, nestas circunstâncias. Tenho a certeza que vão tomar as decisões certas na altura certa”, disse o ministro grego das Finanças, George Papaconstantinou.

A Grécia promete reduzir o défice ao longo dos próximos anos, mas isso faz-se à custa da continuação das medidas de austeridade.

O governo de Atenas anunciou, para 2011, novos aumentos do IVA e congelamentos das pensões.

Outra promessa é de fazer novos cortes nas despesas do Estado. O governo já disse que não vai conseguir, este ano, cumprir os objectivos que tinha fixado.