Última hora

Última hora

A restituição polémica do pénis a Marte

Em leitura:

A restituição polémica do pénis a Marte

Tamanho do texto Aa Aa

Silvio Berlusconi está envolto numa nova polémica.

No centro, duas estátuas romanas que o primeiro-ministro italiano mandou restaurar à revelia dos especialistas de arte.

“Il Cavaliere” cansou-se de cruzar com as estátuas de Vénus e Marte, no Palácio Chigi, amputadas de braços e pénis, por isso mandou restituir os membros às duas divindades romanas.

O responsável pelo restauro, o arquitecto Mario Catalano, garantiu que todas as regras foram respeitadas. “A todas as peças que foram restauradas faltavam peças, partes do corpo, e foram restauradas depois da verificação de outras obras similares, e seguiu-se uma postura semelhante.”

O restauro custou cerca de 70 mil euros, o que levou a oposição a criticar o uso de fundos públicos para o que consideram ser uma mera “operação plástica”, principalmente depois do corte de mais de 40 por cento, no orçamento do governo, para as artes.