Última hora

Última hora

Reações mistas da Geórgia e da Polónia ao acordo da NATO

Em leitura:

Reações mistas da Geórgia e da Polónia ao acordo da NATO

Tamanho do texto Aa Aa

Com a nova realidade política internacional a adoção do novo rumo estratégico era essencial para a Aliança Atlântica. E uma grande mudança é o desejo de cooperação com um antigo inimigo da guerra fria – a Rússia. Um rumo que não era certamente o esperado pela Geórgia que ainda se lembra do conflito de 2008.

“A NATO sempre reafirmou o apoio à integridade territorial da Geórgia A assembleia da NATO adotou uma resolução que faz referência à limpeza étnica cometida na Geórgia com a óbvia participação da Rússia. E sobre a ocupação das regiões da Geórgia, que é naturalmente um ato à margem da lei internacional”, disse Mikhail Saakashvili, presidente georgiano.

A Polónia acolheu com agrado o novo rumo da Aliança e a eventual cooperação com Moscovo como explica o ministro da Defesa polaco.

“Estamos satisfeitos com o novo conceito estratégico que expressa a necessidade de cooperar com a Rússia, particularmente no Afeganistão, na pirataria, na proliferação de armas de destruição em massa”, afirmou Bogdan Klich.