Última hora

Última hora

Nova Zelândia: resgate de mineiros à espera de luz verde

Em leitura:

Nova Zelândia: resgate de mineiros à espera de luz verde

Tamanho do texto Aa Aa

A libertação de gás tóxico e a detecção de um incêndio subterrâneo impede o início do resgate de 29 mineiros na Nova Zelândia. As autoridades recusam arriscar a vida dos socorristas e negam ter desistido do resgate.

Desde a explosão de sexta-feira, ainda não foi estabelecido qualquer contacto com os trabalhadores.

Em conferência de imprensa, Gary Knowles, o chefe da polícia, declarou que foram feitos testes da qualidade do ar durante a noite e que “ainda não é seguro enviar socorristas”. Mas sublinhou que continua concentrado na operação de resgate, que quer trazer os mineiros à superfície e que todas as opções estão a ser estudadas.

Palavras que não chegam para tranquilizar os familiares. Até agora, têm seguido a situação no centro da Cruz Vermelha em Greymouth, a cidade mais próxima da mina de carvão.

Este domingo foram, pela primeira vez, ao local do acidente, onde os socorristas continuam a aguardar autorização para iniciarem as operações de resgate.

Os mineiros encontram-se a 150 metros de profundidade, mas a dois quilómetros e meio da entrada da mina.