Última hora

Última hora

Pandemia de Cólera ganha força no Haiti

Em leitura:

Pandemia de Cólera ganha força no Haiti

Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades do Haiti e as várias instituições humanitárias parecem estar a perder a guerra contra a epidemia de cólera. Em apenas um mês já morreram quase 1200 pessoas e mais de 20 mil estão nos hospitais. Todos os dias são dezenas as vítimas mortais. A epidemia está já em oito das dez províncias do país e prevê-se que mais de 200 mil pessoas serão infectadas.

Os protestos dos últimos dias estão a dificultar o combate à doença e os Médicos Sem Fronteiras denunciam a “lentidão” do apoio humanitário.

“Claramente, nós dizemos que a cólera é uma bomba-relógio prestes a explodir! Todas as estatísticas dizem que, no final do mês, estaremos completamente inundados. Haverá muitos e muitos casos”, avisa esta médica dos Médicos Sem Fronteiras, Virginie Cauderlier.

A braços com uma grave pandemia o Haiti preparar-se para eleger o próximo presidente, que irá substituir René Préval. A 28 de Novembro os haitianos vão eleger o presidente, 11 senadores e 99 deputados.

São 19 os candidatos à presidência, quatro pediram já que as eleições fossem adiadas por causa da epidemia de cólera. Os restantes defendem a manutenção da data do escrutínio para evitar novas crises políticas no país.