Última hora

Última hora

Mais de 300 mortos no Cambodja

Em leitura:

Mais de 300 mortos no Cambodja

Tamanho do texto Aa Aa

Na capital do Cambodja, pelo menos 313 pessoas morreram vítimas de uma debandada.

Os primeiros socorros prestados no local não foram suficientes para evitar a tragédia.

O acidente ocorreu, quando uma multidão se empurrou para sair da ponte que liga Phnom Penh, a capital, a Diamond Island, uma pequena ilha onde se realizavam as celebrações do encerramento do Festival da Água.

O cehefe do Governo, numa primeira intervenção, confirmou a existência de 180 mortos. Mas pouco depois, as agências já falavam de 313.

A população, em estado de choque, precipitou-se para os hosptais, para se inteirar do estado das vítimas.

A capacidade do parque de ambulâncias ficou rapidamente esgotada e todos os meios foram utilizados para transportar os feridos.

As sirenes ouviam-se por toda a cidade.

O Festival da Água é uma forma de agradecimento ao rio por ter dotado o país de terras férteis e abundância de peixe.

Nos últimos três dias, milhares de pessoas reuniram-se para assistir às regatas, aos espectáculos e ao fogo de artifício.