Última hora

Última hora

Mercados reagem com optimismo ao pedido da Irlanda

Em leitura:

Mercados reagem com optimismo ao pedido da Irlanda

Tamanho do texto Aa Aa

O pedido de ajuda da Irlanda está a aliviar a pressão sobre os mercados europeus e Portugal não é excepção.

O sim da União Europeia e do Fundo Monetário Internacional está também, hoje, a impulsionar o euro face ao iene e ao dólar em Tóquio.

O pedido foi accionado este domingo. A Irlanda é o segundo país da zona euro, depois da Grécia a pedir auxílio. O apoio que pode chegar aos 90 mil milhões de euros.

O Reino Unido anunciou, entretanto, que vai contribuir com 8 mil milhões de euros.

O ministro das Finanças britânico explica que o Reino Unido não faz parte da zona euro e que este é um empréstimo bilateral, que nada tem a ver com a União Europeia. George Osborne, adianta, que a ajuda à Irlanda é uma questão de interesse nacional.

Dublin vai ter de reduzir o défice de 32% do PIB e cortar despesas em cerca de 15 mil milhões de euros até 2014.

A ajuda à Irlanda é justificada com a necessidade de salvaguardar a estabilidade financeira dos 27 e da zona euro.