Última hora

Última hora

29 mineiros na Nova Zelândia dados como mortos

Em leitura:

29 mineiros na Nova Zelândia dados como mortos

Tamanho do texto Aa Aa

Foram dados como mortos os 29 homens que se encontravam retidos numa mina de carvão na Nova Zelândia.

A derrocada ocorreu na sexta-feira na sequência de uma explosão, desde então não foi estabelecido qualquer contacto com os mineiros.

Esta quarta-feira, a polícia excluiu qualquer hipótese de encontrar sobreviventes devido a uma nova explosão no interior da mina.

O grupo era composto por 24 neozelandeses, dois australianos, três britânicos e um sul-africano. Tinham entre 17 e 62 anos.

“É uma tragédia nacional. Uma tragédia para as famílias, colegas de trabalho e amigos, para a comunidade e para a nação. A Nova Zelândia é um país pequeno, um país que protege os seus irmãos e perder tantas pessoas, de uma só vez, é angustiante. Hoje, todos sofremos. A nossa nação está de luto” afirma o primeiro-ministro, John Key.

A presença de gás tóxico atrasou os trabalhos de socorro. Um atraso que, para as famílias das vítimas, se revelou fatal.

O pai de um mineiro considera que “a empresa conseguiu o que queria” porque, adianta, “tiveram uma oportunidade na sexta-feira à noite, mas agora a verdade nunca se vai saber porque ninguém pode sair para contar a verdade e explicar porque foram até lá.”

Um robot militar telecomandado foi, ontem, enviado para o túnel da mina, mas avariou-se depois de ter percorrido pouco mais de 500 metros, ou seja, a cerca de dois quilómetros do local onde as autoridades acreditavam estar os mineiros.