Última hora

Última hora

Comunidade internacional condena ataque em ilha da Coreia do Sul

Em leitura:

Comunidade internacional condena ataque em ilha da Coreia do Sul

Tamanho do texto Aa Aa

A comunidade internacional reagiu com indignação ao ataque de artilharia norte-coreana a uma ilha da Coreia do Sul, mas pediu cautela.

O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, condenou o bombardeio e apelou à contenção imediata.

Os Estados Unidos querem uma aproximação “avaliada e unificada”, apoiada pelas grandes potências, incluindo a China.

“Acho que todos os envolvidos estão atordoados com as acções provocatórias da Coreia do Norte. Penso que o presidente classificou esta situação de “ultrajante” e nós estamos prestes a trabalhar, no âmbito de um quadro estabelecido com os nossos parceiros, de forma a obter uma aproximação pensada. Não vamos responder de modo caótico”, disse Mark Toner, o porta-voz do Departamento de Estado norte-americano.

A Rússia condenou o bombardeio, considerou que os autores têm uma “enorme responsabilidade” e pediu o fim de todas as hostilidades.

“Acho que é preciso condenar o que aconteceu. Pode degenerar em conflito armado. É um perigo colossal que é preciso evitar a todo o custo”, revelou o ministro russo dos Negócios Estrangeiros, Sergei Lavrov.

A Rússia preocupa-se com a segurança dos próprios territórios no Extremo Oriente, tal como o Japão, um vizinho próximo. O primeiro-ministro Naoto Kan diz-se pronto a reagir com firmeza a qualquer eventualidade.