Última hora

Última hora

Governo neozelandês abre inquérito à tragédia da mina

Em leitura:

Governo neozelandês abre inquérito à tragédia da mina

Tamanho do texto Aa Aa

As orações, as velas e a promessa do governo neozelandês de abrir um inquérito independente não trazem de volta a vida dos 29 homens que as autoridades pensam ter morrido na mina de carvão de Pike River.

E servem de pouco consolo às famílias que viam o avanço dos robôs nas galerias escuras como o reacender de uma esperança muito ténue.

É difícil perceber o sofrimento dos familiares.

“Nunca podemos sentir aquilo que eles estão a passar. É naturalmente devastador, acontece assim sem mais nem menos, deixa-nos em choque. Acho que demonstra a fraglidade da vida,”, diz o ministro neozelandês do Desenvolvimento Económico, Gerry Brownlee.

O capacete encontrado com a luz a acesa de um dos mineiros que escaparam à primeira explosão parecida indicar que as equipas de resgate estavam finalmente no bom caminho.

Mas a segunda explosão apagou a réstia de esperança. Ainda não foram encontrados corpos, mas as autoridades não acreditam em milagres.