Última hora

Última hora

Itália: estudantes e professores em fúria

Em leitura:

Itália: estudantes e professores em fúria

Tamanho do texto Aa Aa

Centenas de estudantes e professores universitários manifestaram-se, pelo segundo dia consecutivo, em Itália, contra a reforma educativa.

O protesto decorreu em várias cidades do país.

Em Roma os manifestantes concentraram-se junto ao Parlamento.

O protesto foi acompanhado de perto pela polícia, que impediu qualquer aproximação à sede do Governo liderado por Silvio Berlusconi.

Um professor explica o que está em causa:

“Pessoas como eu vão deixar de existir.

Os investigadores com um contrato por tempo indeterminado vão desaparecer. Vão ser substituídos por pessoas com contratos a termo certo, o que vai contribuir para o aumento da precariedade.”

Esta quarta-feira, dois estudantes foram detidos pela polícia durante a manifestação.

Dezenas de universidades, pontes e praças foram tomadas de assalto pelos estudantes. O Senado escapou à fúria da multidão porque as portas foram encerradas.