Última hora

Última hora

Pyongyang faz novas ameaças

Em leitura:

Pyongyang faz novas ameaças

Tamanho do texto Aa Aa

A Coreia do Norte ameaça voltar a atacar o país vizinho e responsabiliza os Estados Unidos pela

troca de fogo na península.

O ataque desta terça-feira contra uma ilha sul-coreana provocou quatro mortos e mais de uma dezena de feridos.

Os Estados Unidos saíram em defesa de Seul.

Em águas coreanas está já o porta-aviões norte-americano George Washington. Os aliados preparam-se para dar início aos exercícios militares este domingo.

A tensão na península coreana está ao rubro, mas Pyongyang tenta dar uma imagem de tranquilidade.

A comunicação social da Coreia do Norte divulga imagens do líder do país, Kim Yong-il a visitar fábricas alimentares. E por aqui, a versão dos acontecimentos é outra.

O bombardeamento da ilha sul-coreana é apresentado como consequência como uma provocação de Seul.

O número de vítimas foi ignorado e imagens como estas da ilha que se situa perto da fronteira marítima no mar amarelo foram censuradas por Pyongyang.