Última hora

Última hora

Rio de Janeiro: quinto dia de guerrilha entre os gangs e a polícia

Em leitura:

Rio de Janeiro: quinto dia de guerrilha entre os gangs e a polícia

Tamanho do texto Aa Aa

Intensifica-se a guerra entre os gangs e a polícia nas favelas do Rio de Janeiro.

É o quinto dia consecutivo de guerrilha urbana. Mais de uma dezenas de pessoas foram mortas. A polícia abateu 23 traficantes de droga. O exército deslocou para o local carros blindados que estão a ser apoiados por helicópteros.

Dezenas de veículos têm sido queimados nos últimos dias. As forças de segurança concentram agora as atenções na favela de Vila Cruzeiro, onde suspeita que se reagruparam os narcotraficantes, após a instalação de unidades de polícia em 13 favelas vizinhas.

Os habitantes vivem aterrorizados:

“A gente vê pela tv, escuta no rádio, mas sair de casa e ter isto praticamente à porta de casa, é uma insegurança total.Não sabemos para onde ir, o que fazer. O Rio de Janeiro está muito complicado”

“O meu medo é só que eles voltem, porque o carro compra-se outro, há seguro, mas a nossa vida não há como comprá-la”

Esta nova onda de violência começou no sábado com ataques à esquadras de polícia. As autoridades acreditam que estas acções estão a ser comandadas por um grupo de traficantes detidos numa prisão do Rio de Janeiro.

O Brasil tem pela frente o gigantesco desafio de garantir a segurança nas cidades antes de receber o Campeonato do Mundo de Futebol, em 2014.