Última hora

Última hora

Segredos do KGB tornados públicos

Em leitura:

Segredos do KGB tornados públicos

Tamanho do texto Aa Aa

Chamam-lhe KGB. Estamos em Tallin, na Estónia, e este é hotel igual a tantos outros, mas nem sempre foi assim.

Durante 20 anos, o espaço esteve sob a alçada dos serviços secretos russos. O edifício conta com 23 andares, mas durante a Guerra Fria poucos sabiam disso já que o último estava reservado ao KGB.

O espaço vai ser, agora, convertido num museu.

“Muitas pessoas perigosas do ocidente ficavam aqui hospedadas. Este era, também, um ponto de encontro para ocidentais e soviéticos, e tinham de ser vigiados” afirma um responsável do hotel.

O último andar abre portas ao público a partir de Janeiro. Estórias de espiões com as quais o hotel quer captar turistas. Uma página do passado que a Estónia quer reutilizar, a pensar no futuro.