Última hora

Última hora

Região autónoma da Catalunha vai a votos

Em leitura:

Região autónoma da Catalunha vai a votos

Tamanho do texto Aa Aa

A Catalunha vive este sábado um dia de reflexão. Mais de cinco milhões de pessoas são esperadas amanhã para eleger o novo parlamento e o presidente da região autónoma.

Os dois principais candidatos Artur Mas, líder do Partido Convergência e União, e José Montilla, do PSC, procuram a maioria.

A campanha terminou sem grandes promessas devido à crise financeira. Artur Mas, que lidera as sondagens com 20,6 por cento das intenções de voto, falou numa “Catalunha economicamente próspera, socialmente justa e politicamente livre”.

“Se o Estado é importante, o país é ainda mais importante, porque o Estado é uma configuração administrativa, uma criação artificial. Um país é muito mais do que arquitectura artificial. Um país é a sua gente, o território, as paisagens, as emoções e sentimentos”, disse Artur Mas.

O actual presidente, o socialista José Montilla, tentou mobilizar a esquerda não independentista para conseguir a maioria: “Eles não vão ganhar porque a Catalunha não é de direita. Não é separatista. A maioria dos catalães quer defender o Estatuto de Autonomia e impulsionar a justiça social”.

O que poderá aproximar os dois candidatos é o receio por aquilo que tem sido um clássico nas corridas autónomas: a abstenção.

Caso não venham a obter a maioria, poderão ser necessários pactos com a Esquerda Republicana da Catalunha (ERC), o Partido Popular Catalão e a Iniciativa Verdes Catalunha (ICV).