Última hora

Última hora

Eurogrupo prestes a finalizar condições do empréstimo à Irlanda

Em leitura:

Eurogrupo prestes a finalizar condições do empréstimo à Irlanda

Tamanho do texto Aa Aa

Apesar dos protestos nas ruas de Dublin, o acordo final sobre a ajuda financeira à Irlanda é uma questão de horas.

Este domingo, os ministros das Finanças do Eurogrupo reúnem-se em Bruxelas para finalizar as condições do empréstimo de 85 mil milhões de euros.

Milhares de pessoas protestaram, no sábado, contra a intervenção da União Europeia e do Fundo Monetário Internacional.

Uma manifestante diz que “o governo vendeu a Irlanda e está a penalizar as pessoas pelo que fez”.

Outro homem argumenta que “não quer pagar por negócios privados e por um governo corrupto”. Afirma que as pessoas não querem o FMI na Irlanda porque “foi o FMI que criou a situação e está apenas interessado no dinheiro e não no futuro da Irlanda”.

Qual será a taxa de juro do empréstimo de 85 mil milhões de euros? O ministro irlandês das Comunicações desmentiu que seja de 6,7 por cento, como avançado pela televisão pública irlandesa. Pelo contrário, disse que a taxa se vai aproximar dos 5,2 por cento cobrados à Grécia.

Em contrapartida, o governo irlandês compromete-se a reduzir o défice de 32 por cento do PIB para três por cento em 2014. Para isso, prevê subir impostos, fazer cortes no subsídio de desemprego, no abono de família, nas pensões e no salário mínimo. Cerca de 25 mil funcionários públicos vão, ainda, ser despedidos.

O orçamento irlandês será discutido no Parlamento a 7 de Dezembro, ainda que a maioria governamental esteja reduzida a dois deputados, os quais já avisaram poder votar contra.