Última hora

Última hora

Moldávia: eleições legislativas num país sem presidente há ano e meio

Em leitura:

Moldávia: eleições legislativas num país sem presidente há ano e meio

Tamanho do texto Aa Aa

A Moldávia vai a votos este domingo. É a terceira vez em pouco mais de um ano e meio que o país mais pobre da Europa tem eleições legislativas.

O escrutínio deverá definir se a Moldávia conserva a orientação pró-europeia ou se se aproxima da Rússia.

O primeiro-ministro cessante, Vlad Filat, liderou até agora uma coligação de quatro partidos chamada Aliança para a Integração Europeia. Filat defende que não se deve regressar ao passado mas avançar rumo a uma candidatura aos 27.

Marian Lupu dirige um dos partidos que forma a actual coligação do governo, o Partido Democrático da Moldávia. Mas já disse que “está aberto à cooperação com todos os partidos, incluindo a oposição comunista”.

Já o objectivo dos comunistas é reaproximar a Moldávia da Rússia, depois das relações bilaterais se terem degradado com a chegada ao poder da aliança pró-europeia.

Feitas as contas, o partido (ou coligação) com mais votos deve somar 61 deputados para poder eleger um presidente, algo que não acontece há um ano e meio.