Última hora

Última hora

Wikileaks coloca diplomacia americana em xeque

Em leitura:

Wikileaks coloca diplomacia americana em xeque

Tamanho do texto Aa Aa

A diplomacia norte-americana sofreu um rude golpe. O sítio Wikileaks divulgou mais de 250 mil mensagens de correio diplomático pondo nu a política externa dos Estados Unidos.

A Wikileaks libertou a informação a alguns dos jornais de referência mundiais.

O britânico “The Guardian” avança que a Arábia Saudita pediu aos Estados Unidos para bombardearem o Irão, como retaliação pelas experiências nucleares de Ahmadinejad.

Segundo documentos publicados pela revista alemã “Der Spiegel” o governo norte-americano não tem confiança no governo de Erdogan da Turquia.

O “Le Monde”, em França, faz manchete com o pedido de Israel para que os norte-americanos pressionassem Teerão a terminar com o seu programa nuclear.

De acordo o espanhol “El Pais”, a secretária de Estado dos Estados Unidos, Hillary Clinton, mandou diplomatas espiarem altos membros das Nações Unidas, como os representantes da França, reino Unido, Rússia e China e ainda, próprio secretário-geral Ban Ki-Moon

A fuga de informação está a provocar grande mau estar em todo o mundo.

Este é um verdadeiro teste à diplomacia norte-americana.