Última hora

Última hora

Astana recebe cimeira da OSCE

Em leitura:

Astana recebe cimeira da OSCE

Tamanho do texto Aa Aa

Há 11 anos que os países membros da Organização de Segurança e Cooperação na Europa (OSCE) não se reuniam.

A cimeira começou esta manhã, em Astana, a capital do Cazaquistão. A reunião dos 56 líderes é, antes de mais, uma conquista diplomática do presidente cazaque, Nursultan Nazarbayev. O Cazaquistão foi a primeira ex-república soviética a integrar a OSCE.

A cimeira será dominada pela situação do Afeganistão. Ban ki-Moon foi a Astana dizer que a ONU espera um maior envolvimento da OSCE no programa de prioriadades para o país.

A instabilidade no Quirguistão e os conflitos de Nagorno Karabakh, da Transnistria, da Ossétia do Sul e da Abcázia deverão também ser evocados sem que se espere grandes avanços diplomáticos, uma vez que as decisões precisam de unanimidade.

Nazarbayev pediu medidas para o combate ao terrorismo, ao tráfico de droga e à crise económica.

Astana transformou-se numa fortaleza. Escolas, lojas e mercados estão encerrados. Há snipers por todo o lado e mesmo os residentes foram convidados a ficar em casa e não abrir as janelas.