Última hora

Última hora

Dois novos desabamentos em Pompeia

Em leitura:

Dois novos desabamentos em Pompeia

Tamanho do texto Aa Aa

O património mundial de Pompeia está cada vez mais ameaçado. Esta quarta-feira, dois novos desabamentos voltaram a provocar uma avalanche de críticas sobre a incapacidade do governo italiano em proteger a antiga cidade romana.

É a terceira vez em menos de um mês que caem pedaços de Pompeia. A cidade foi engolida em 79 d.C. pela lava e pelas cinzas do vulcão Vesúvio. Hoje, é uma das principais atracções turísticas de Itália.

Jeannette Papadopoulos, a responsável pelo sítio arqueológico, justifica que “há uma urgência permanente porque Pompeia é frágil, muito antiga e com algumas dificuldades. Por isso – explica – é preciso intervir e é isso que se tenta fazer”.

Há cerca de três semanas, foi a Casa dos Gladiadores que desabou; na terça-feira, foi uma parede que protegia a Casa do Muralista; hoje foi a vez de mais um muro ao longo da principal artéria da cidade e de um pedaço de uma casa romana.

Às críticas, o ministro da Cultura responde que entre Setembro de 2003 e Fevereiro de 2010 houve 16 desabamentos, que não coincidiram com o seu mandato.