Última hora

Última hora

Banca francesa dá pouco crédito à "revolução bancária" de Cantona

Em leitura:

Banca francesa dá pouco crédito à "revolução bancária" de Cantona

Tamanho do texto Aa Aa

Os bancos franceses parecem dar pouco crédito ao vídeo publicado por Eric Cantona no Youtube.

O ex-jogador de futebol apela a uma revolução sugerindo que as pessoas retirem todo o dinheiro que têm no banco.

A ministra da Economia francesa reagiu ao apelo de Cantona.

Para Christine Lagarde, cada um no seu lugar, quem sabe de futebol não se ocupa de economia e vice-versa.

Do lado dos bancos, o director do BNP Baripas considerou que o projeto do antigo futebolista “não tem fundamento” e prejudicaria a economia.

O responsável disse ainda que em França, os bancos não contribuíram para a crise e que o contribuinte não foi penalizado.

Mas nem todos se mostram insensíveis ao apelo de Cantona.

Na rede social Facebook, 27 mil pessoas garantem que a 7 de Dezembro vão retirar o dinheiro da conta bancária.

Mas há também quem critique o ex-jogador do Manchester United por denunciar um sistema de que o próprio beneficiou para investir a fortuna.

No vídeo, Eric Cantona defende-se dizendo que se trata de uma “revolução pacífica”, “sem sangue nem armas, à maneira de Spagiari”, o célebre ladrão franco-italiano que assaltou um banco em Nice em 1976.