Última hora

Última hora

Europa na ressaca das tempestades de neve

Em leitura:

Europa na ressaca das tempestades de neve

Tamanho do texto Aa Aa

A Europa está pelo terceiro dia consecutivo a sofrer os efeitos da forte queda de neve e das temperaturas glaciais.

Na Polónia, os termómetros desceram até aos 26 graus negativos. Mais de uma dezena de pessoas morreram de hipotermia, várias dezenas ficaram feridas em acidentes de circulação, um pouco por todo o continente.

Mas há quem aprecie esta antecipação do frio:

“É mágico. É estranho ver toda esta gente lamentar-se e protestar. Está tudo bloqueado. Por um bocadinho de neve… É o Inverno!”, diz uma francesa.

Um Inverno que chega prematuramente e que dificulta a vida a milhares de pessoas bloqueadas nas estradas, aeroportos e estações de caminho-de-ferro. 25% dos voos foram cancelados ainda hoje no aeroporto Charles de Gaulle em Paris. Os comboios que atravessam a Europa estão a circular com enormes atrasos. O Eurostar cancelou metade dos serviços.

Na Bélgica, o exército antecipou a campanha de Inverno, disponibilizando algumas instalações militares para alojamento de centenas de pessoas sem abrigo que aguardam resposta a pedidos de asilo político.

Em Portugal, alguns voos para destinos europeus estão ainda a ser cancelados esta quinta-feira e há ainda dezenas de estradas instransitáveis no norte e no centro do país.

Na Bélgica, o exército antecipou a campanha de Inverno, disponibilizando algumas instalações militares para alojamento de centenas de pessoas sem abrigo que aguardam resposta a pedidos de asilo político.