Última hora

Última hora

Ajuda internacional já combate chamas em Israel

Em leitura:

Ajuda internacional já combate chamas em Israel

Tamanho do texto Aa Aa

Israel já conta com a ajuda de equipas de bombeiros estrangeiras, que chegaram ao país esta sexta-feira para ajudar a combater um incêndio florestal de grandes dimensões na região de Haifa.

Países como Grécia, Chipre, Grã-Bretanha, Rússia, Bulgária, Jordânia e até Turquia, apesar das difíceis relações diplomáticas entre os dois países, responderam presente ao pedido de ajuda internacional do governo de Benyamin Netanyahu.

Uma ajuda preciosa para ajudar a combater o pior incêndio de que há memória em Israel.

“Estamos a ver dois aviões gregos que chegaram esta manhã às nossas bases e iniciaram de imediato as operações de combate às chamas. É uma grande ajuda”, afirma o Major General Ido Nehustan.

Em conselho de ministros, Benyamin Netanyahu congratulou-se pela ajuda internacional sem precedentes, mas sobretudo reconheceu que Israel não tem meios suficientes para combater um incêndio desta envergadura.

As chamas já arderam sete mil hectares de floresta e não só junto à cidade de Haifa no norte de Israel. De acordo com as autoridades, há 41 vítimas mortais. A aldeia de Beit Oren desapareceu do mapa. 13 mil pessoas foram deslocadas.

As vítimas mortais são na sua maioria guardas prisionais que ficaram bloqueados num autocarro quando este foi apanhado pelas chamas.

Os guardas estavam a ser transferidos para uma prisão local onde deveriam participar na operação de evacuação do estabelecimento prisional onde se encontravam 500 detidos.