Última hora

Última hora

Berlusconi e Medvedev comentam revelações do WikiLeaks

Em leitura:

Berlusconi e Medvedev comentam revelações do WikiLeaks

Tamanho do texto Aa Aa

A preocupação de Washington sobre natureza da relação entre o primeiro-ministro italiano e o Kremlin encontra-se entre as fugas de informação divulgadas pelo WikiLeaks. Dimitri Medvedev e Silvio Berlusconi comentaram a situação após uma reunião em Sotchi.

“Estas fugas mostram a todos o cinismo das avaliações, e por vezes dos juízos, reinante na política externa de vários países, e neste caso, no dos Estados Unidos.”

Além da atribuição da alcunha Batman e Robin à dupla Putin/Medvedev, a diplomacia americana terá classificado a Rússia como um país sem lei dominado por uma elite política e que o presidente Medvedev estaria às ordens do primeiro-ministro Putin.

Quanto a Berlusconi, na América interrogar-se-ão quanto aos interesses pessoais do primeiro-ministro italiano na Rússia. Berlusconi negou qualquer interesse pessoal e afirmou trabalhar sempre “no interesse dos dois países.”

A política energética italiana levanta sérias interrogações nos Estados Unidos, de acordo com os elementos publicados no WikiLeaks, e em particular a ligação entre as companhias energéticas ENI e Gazprom.