Última hora

Última hora

Visita surpresa de Obama ao Afeganistão

Em leitura:

Visita surpresa de Obama ao Afeganistão

Tamanho do texto Aa Aa

Foi uma visita surpresa, que não durou mais de três horas. Barack Obama deslocou-se pela segunda vez ao Afeganistão para levantar o moral das tropas.

O presidente norte-americano esteve na base aérea de Bagram, a norte de Cabul. Diante de quase quatro mil soldados, sublinhou que houve “importantes progressos” na luta contra os talibã desde o reforço do número de militares.

“Como vosso comandante-chefe quero que saibam que vamos fazer todos os possíveis para terem a estratégia, os meios, o equipamento e a liderança para cumprirem a missão”, prometeu. “Hoje podemos estar orgulhosos porque os talibã controlam menos zonas e porque há mais afegãos com a sorte de poderem construir um futuro mais confiante.”

Devido ao mau tempo, Obama não pôde encontrar-se com o homólogo afegão, Hamid Karzai, em Cabul. Limitaram-se a falar por telefone, cerca de uma semana antes do anúncio da revisão da estratégia americana.

Este foi o ano mais mortífero para os soldados da coligação, que perderam 674 homens (467 eram americanos). Desde o início da ofensiva no Afeganistão, há nove anos, morreram

2244 militares estrangeiros.