Última hora

Última hora

Governo espanhol endurece resposta aos controladores do tráfego aéreo

Em leitura:

Governo espanhol endurece resposta aos controladores do tráfego aéreo

Tamanho do texto Aa Aa

O Governo espanhol poderá declarar esta manhã o estado de emergência se a situação nos aeroportos do país não se normalizar totalmente.

Os militares do Exército estão a assegurar a gestão do tráfego aéreo espanhol, depois de uma paralisação surpresa iniciada pelos controladores.

Oficialmente, os controladores da navegação aérea não estão em greve. Decidiram abandonar os postos de trabalho alegando problemas físicos, mas a acção é entendida como um protesto pela pressão do Governo, que quer regular o sector.

O ministério do Interior enviou médicos para todos os aeroportos de Espanha, de forma a comprovar as justificações avançadas pelos controladores.

“O governo decidiu continuar a usar todos os instrumentos ao abrigo da lei para evitar que, em nome de privilégios pessoais, um grupo de trabalhadores afecte gravemente a vida da nação”, disse o ministro espanhol do Interior, Alfredo Pérez Rubalcaba.

Os controladores do tráfego aéreo reuniram-se num hotel da capital espanhola para saber quais as consequências desta atitude.

De acordo com o ministério do Interior, arriscam-se a uma pena de oito anos de prisão por colocarem em perigo a segurança aérea.