Última hora

Última hora

Belgrado deve fazer mais

Em leitura:

Belgrado deve fazer mais

Tamanho do texto Aa Aa

Mais esforços. É o que pede o Procurador do Tribunal Penal Internacional para a ex-Jugoslávia à Sérvia na captura do líder rebelde servo-croata, Goran Hadzic e de Ratko Mladic.

O antigo general é acusado de comandar o massacre de Srebrenica, durante a guerra da Bósnia entre 1992-1995.

“A Sérvia tem a chave para prender Ratko Mladic e Goran Hadzic. Os fugitivos apenas podem ser presentes à justiça se todos os actores envolvidos se empenharem. A detenção dos fugitivos é essencial para a reconciliação dos Balcãs e para evitar que a credibilidade da justiça intrenacional fique manchada” afirma Serge Brammertz.

A detenção de Mladic de 68 anos é, também, o passaporte de entrada da Sérvia na União Europeia.

Belgrado ofereceu, entretanto, uma recompensa de 10 milhões de euros pela captura do líder militar dos sérvio-bósnios durante a guerra.

As informações para chegar a Hadzic valem, agora, um milhão de euros.