Última hora

Última hora

Continental Airlines é criminalmente responsável por desastre do Concorde

Em leitura:

Continental Airlines é criminalmente responsável por desastre do Concorde

Tamanho do texto Aa Aa

A Continental Airlines foi considerada criminalmente responsável pelo desastre do Concorde, que matou 113 pessoas.

Um tribunal francês condenou a companhia aérea a uma multa de 200 mil euros e a pagar um milhão de euros por danos e interesses à Air France.

Um mecânico foi condenado a 15 meses de pena suspensa.

A justiça considerou que o acidente foi provocado por uma peça de metal caída de um aparelho da Continental, embora a companhia aérea americana garanta que o avião já estava em chamas quando tocou na peça.

“Tentou-se proteger a França, tomar uma decisão em nome do patriotismo e não nos termos da lei. Afastou-se da verdade e consequentemente da Justiça e vamos recorrer, para restabelecer a verdade”, anunciou o advogado da Continental Airlines, Olivier Metzner.

Três responsáveis da aeronáutica francesa foram ilibados pelo tribunal de Pontoise.

A sociedade EADS, que sucedeu àquela que construiu o Concorde, foi considerada civilmente responsável e deve pagar 30% dos danos causados às vítimas.