Última hora

Última hora

Espectáculo de protestos no La Scala

Em leitura:

Espectáculo de protestos no La Scala

Tamanho do texto Aa Aa

Foi ao ritmo de violentos protestos que o La Scala de Milão abriu temporada de ópera, esta terça-feira.

Entre duzentas e trezentas pessoas das áreas do espectáculo, estudantes e imigrantes protestaram contra as medidas de austeridade impostas pelo governo, especialmente na cultura e na educação. Mas a manifestação degenerou em confrontos com a polícia.

Lá dentro, o maestro israelo-argentino Daniel Barenboïm começou por ler o artigo nono da Constituição italiana, segundo o qual a República deve promover “o desenvolvimento da cultura e proteger a paisagem e o património artístico da Nação.”

E antes do hino italiano ter invadido o La Scala, o maestro dirigiu-se ao presidente Giorgio Napolitano dizendo estar “muito preocupado com o futuro da cultura na Itália e na Europa”.

Ao intervalo, Napolitano encontrou-se com o maestro, a orquestra e representantes sindicais, assegurando-lhes estar empenhado em respeitar o artigo nono.