Última hora

Última hora

Irão exige fim de sanções para poder discutir programa nuclear

Em leitura:

Irão exige fim de sanções para poder discutir programa nuclear

Tamanho do texto Aa Aa

Dois dias de discussões em Genebra terminam no mesmo impasse, o Irão afirma que não vai ceder a qualquer tipo de pressão para suspender o seu programa nuclear.

Um acordo sobre o tema, com o chamado grupo dos cinco, volta assim a ser adiado para um novo encontro em Istambul em Janeiro.

A responsável da diplomacia da União Europeia afirmou ao final do encontro que “vamos continuar a discutir este tema de forma a encontrar uma forma prática de cooperar para encontrar uma solução para as nossas preocupações em torno do programa nuclear iraniano”.

Para o presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, de visita ao centro do país, o diálogo só poderá ser retomado quando a comunidade internacional suspender as sanções impostas ao país.

Alguns responsáveis diplomáticos colocam a possibilidade de permitir que o Irão prossiga o seu programa nuclear sob supervisão dos inspectores da Agência Internacional de Energia Atómica.

Apesar de ter sido alvo de seis resoluções da ONU e de quatro vagas de sanções internacionais, Teerão afirma que não vai desistir do seu programa nuclear afirmando que se destina apenas a fins pacíficos.

O país afirmou na semana passada ter capacidade para transformar o chamado yellow cake, o concentrado de urânio utilizado no fabrico de armas nucleares.