Última hora

Última hora

Rússia dá passo rumo à OMC

Em leitura:

Rússia dá passo rumo à OMC

Tamanho do texto Aa Aa

A Rússia irá recordar por muito tempo a cimeira desta terça-feira com a União Europeia (UE). Foi no encontro que Moscovo assinou o acordo comercial com os Vinte e Sete e eliminou um dos derradeiros obstáculos à sua entrada na Organização Mundial do Comércio (OMC).

Segundo o presidente russo, Dimitri Medvedev, “após o acordo com os Estados Unidos e agora com a União Europeia, a adesão da Rússia à OMC é quase uma realidade”.

Moscovo espera concretizá-la em 2011. Há 17 anos, que a Rússia bate à porta da OMC, sendo a última grande potência económica mundial a permanecer fora do organismo.

Ainda há questões por resolver mas, no final de Novembro, Rússia e União Europeia acabaram por encontrar um acordo sobre os principais diferendos comerciais, como por exemplo, a redução das taxas alfandegárias para o comércio de madeira. Segundo o analista do Centro de Estudos políticos europeus, Michael Emerson, “o grande aumento da protecção das importações e das taxas alfandegárias às exportações de madeira tornava a política comercial russa contrária às regras da OMC”.

Na agenda da cimeira estava também a liberalização do regime de vistos entre UE e Rússia. Ambas as partes dizem ter dado início ao processo nesse sentido, mas garantem que será um longo percurso.

O correspondente da euronews, Sergio Cantone, afirma: “A liberalização do sistema de vistos e o equilíbrio comercial entre a União Europeia e a Rússia, sobretudo após a adesão à OMC, permitiria ao presidente russo regressar a Moscovo com uma boa prenda de Natal. De facto, teria ficado em vantagem face ao rival, o primeiro-ministro Putin, na futura corrida para a presidência da Federação russa”.