Última hora

Última hora

Apoiantes de Xiao Bo exigem libertação do Prémio Nobel da Paz em Oslo

Em leitura:

Apoiantes de Xiao Bo exigem libertação do Prémio Nobel da Paz em Oslo

Tamanho do texto Aa Aa

Liu Xiao Bo não vai estar em Oslo para receber o Prémio Nobel da Paz 2010, mas nem por isso os seus apoiantes deixam que a sua ausência passe despercebida.

Várias dezenas de pessoas, na sua grande maioria da diáspora chinesa, exigiram a libertação do dissidente chinês e ex-professor, actualmente em prisão domiciliária, junto à embaixada chinesa da capital norueguesa.

Quem não quis faltar à cerimónia foi o ex-líder estudantil e uma das principais figuras dos protestos de Tiananmen, em 1989, Wu’er Kaixi.

“Eu vim a Oslo para assistir ao dia mais importante e encorajador da história contemporânea da China. Claro que é um marco e também espero que seja um ponto de viragem.”

Xiao Bo foi distinguido com o Prémio Nobel da Paz pela “sua longa e não violenta luta pelos direitos fundamentais da China”.

A cerimónia desta sexta-feira é meramente simbólica já que nem Xiao Bo nem nenhum dos seus familiares estarão presentes.

O dissidente chinês foi condenado em Dezembro de 2009 a 11 anos de prisão por “actividades subversivas”. A mulher, Liu Xia, encontra-se em prisão domiciliária e os dois irmãos foram proibidos de deixar o país.