Última hora

Última hora

Fundador da Wikileaks em liberdade condicional

Em leitura:

Fundador da Wikileaks em liberdade condicional

Tamanho do texto Aa Aa

O fundador da organização WikiLeaks, alvo de um pedido de extradição das autoridades suecas, saiu esta quinta-feira da prisão em liberdade condicional, depois do pagamento de uma fiança de 236 mil euros.

O juiz Duncan Ouseley recusou um pedido de recurso contra a liberdade de Julian Assange, durante a sessão desta quinta-feira no Tribunal Superior de Londres.

“É fantástico sentir outra vez o ar fresco de Londres. Primeiro, alguns agradecimentos ao mundo. Espero continuar o meu trabalho e lutar pela minha inocência neste processo. Espero também revelar as provas contra as alegações. Muito Obrigado”, disse Julian Assange à saída do tribunal.

O juiz aceitou os argumentos da defesa, mas impôs várias medidas de coação sobre Julian Assange, nomeadamente o uso de pulseira eletrónica.

O australiano terá ainda de entregar o passaporte e está impedido de viajar para o estrangeiro. Terá de ficar numa morada determinada com horas específicas para sair e está obrigado a apresentar-se regularmente à polícia.