Última hora

Última hora

Argélia: repressão de protestos provoca pelo menos duas vítimas mortais

Em leitura:

Argélia: repressão de protestos provoca pelo menos duas vítimas mortais

Tamanho do texto Aa Aa

O governo argelino reforçou a segurança em todo o país depois de uma nova jornada de protestos contra o custo de vida e o desemprego no país.

Milhares de polícias foram mobilizados em vários bairros de Argel e nas cidades dos 17 estados onde as manifestações degeneraram nos últimos dias em confrontos com a polícia e cenas de pilhagem.

Segundo o jornal El Khabar, um jovem de 18 anos terá sido morto ontem a tiro pela polícia, depois de centenas de jovens terem ocupado o edifício dos correios na cidade de Msila, a sudoeste da capital.

Uma fonte médica citada pela agência AFP dá conta da morte de um homem de 32 anos, em Bou Smaïl, a Leste da capital, igualmente durante uma manifestação. Há informações que apontam para uma segunda vítima na mesma cidade, que terá sucumbido aos seus ferimentos, no hospital.

Os protestos, encabeçados por grupos de jovens, espalharam-se desde o início da semana a todo o país. Os jovens argelinos que constituem 70% da população, protestam contra a falta de emprego e o elevado custo de vida.

O governo argelino reúne-se este sábado para discutir medidas para baixar os preços, rejeitando que o protesto tenha motivações políticas. Alguns manifestantes insurgem-se igualmente contra o governo, acusado de fechar os olhos à corrupção.