Última hora

Última hora

Inundações na Austrália: primeira-ministra anuncia ajudas adicionais

Em leitura:

Inundações na Austrália: primeira-ministra anuncia ajudas adicionais

Tamanho do texto Aa Aa

Pelo menos uma pessoa morreu quando as águas invadiram esta manhã Toowoomba. As ruas da cidade australiana de 90 mil habitantes foram transformadas num rio em fúria, que chegou a atingir os dois metros de altura.

O mau tempo que afeta o nordeste da Austrália fez quatro mortos desde o Natal e 11 desde Novembro.

A primeira-ministra Julia Gillard anunciou que o governo vai disponibilizar uma ajuda equivalente ao salário mínimo – cerca de 770 euros por mês – aos trabalhadores afetados pelas inundações.

Gillard explicou que se trata de “um subsídio de recuperação, uma medida para assistir pessoas que não podem desempenhar normalmente as suas funções e ganhar o sustento devido às circunstâncias do desastre” natural.

Camberra já desembolsou mais de 3 milhões de euros para ajudar as 200 mil pessoas afetadas pelas cheias.

Apesar das zonas mais devastadas se encontrarem no interior do Estado de Queensland, as chuvas torrenciais chegaram esta segunda-feira a Brisbane, a terceira maior cidade do país.

As águas invadiram até ao momento uma área dez vezes maior do que o tamanho de Portugal.