Última hora

Última hora

Extradição de Assange para a Suécia será decidida em Fevereiro

Em leitura:

Extradição de Assange para a Suécia será decidida em Fevereiro

Tamanho do texto Aa Aa

Em Londres, o fundador do site WikiLeaks, Julian Assange, compareceu esta manhã em tribunal como parte do processo. A justiça sueca acusa-os de vários delitos sexuais cometidos em Agosto do ano passado.

“Pedi ao tribunal que autorize os jornalistas a reproduzir as grandes linhas da minha defesa apresentadas de forma muita resumida na audiência de Natal, mas que aborda temas muito importantes e verão isso no próximo dia seis e sete de fevereiro” declarou Assange à saída da audiência.

Assange, foi detido em Londres há um mês, e libertado

Depois de nove dias detido na prisão de Wandsworth, no sul de Londres, o fundador do WikiLeaks foi posto em liberdade condicional após pagar uma fiança 276 mil euros).

a 7 de Dezembro e encontra-se atualmente em liberdade condicional.

O tribunal de Woolwich deverá pronunciar-se sobre o pedido da Suécia nos próximos dias 6 e 7 de Fevereiro.

Depois de nove dias detido na prisão de Wandsworth, no sul de Londres, o fundador do WikiLeaks foi posto em liberdade condicional após pagar uma fiança 276 mil euros).

Depois de nove dias detido na prisão de Wandsworth, no sul de Londres, o fundador do WikiLeaks foi posto em liberdade condicional após pagar uma fiança de 240 mil libras (276 mil euros).

Como parte das condições para a liberdade condicional, Assange teve que permanecer na mansão de um amigo seu, Vaughan Smith, em Suffolk, no leste da Inglaterra.

Assange, cujo portal revelou milhares de documentos confidenciais do governo dos EUA, negou as acusações das autoridades suecas, que querem interrogá-lo por supostos delitos sexuais cometidos no país em Agosto do ano passado.

O “site” WikiLeaks, confrontado com dificuldades financeiras “poderá não sobreviver pelo caminho que as coisas levam”,