Fechar
Login
Por favor, introduza os seus dados de login

Skip to main content

Para além do prazer, um gelado pode ser terapia para doentes de cancro.

Cientistas da Nova Zelândia desenvolveram um gelado de morango com propriedades terapêuticas.

Uma receita especial que ajuda os pacientes oncológicos a recuperar da quimioterapia.

O gelado com sabor a morango foi criado por cientistas da Universidade de Auckland, em cooperação com uma grande empresa de laticínios.

Os cientistas acreditam que a lactoferrina, uma proteína do leite contido no gelado, é benéfica para pacientes em quimioterapia, um processo que deprime o sistema imunológico.

“Normalmente, o gelado passa por uma fase de aquecimento durante a fabricação e a pasteurização. A pasteurização inativava os ingredientes láteos que possuem as propriedades especiais. Por isso, tivemos que criar uma nova forma de fabricação do gelado para incorporar esses ingredientes ativos”, afirma Hill Jeremy, um dos responsáveis da investigação.

O regime alimentar sempre teve um papel importante no tratamento contra o cancro mas é a primeira vez que se desenvolve um alimento específico para quem faz quimioterapia.

Espera-se que o tratamento ajude a aliviar alguns dos problemas associados à terapêutica, incluindo a diarreia e a diminuição dos glóbulos brancos.

Os pacientes apreciam o produto.

“É bastante bom. A consistência é diferente. Não derrete tão depressa e não é tão macio. É uma composição mais densa, mas é muito agradável”, diz Crawley Paulino, uma das pacientes que participa no ensaio clínico.

A fase de testes, com 200 doentes, decorre em oito centros de oncologia na Nova Zelândia e deverá estar concluído dentro de um ano.

Copyright © 2014 euronews

Mais informação sobre