Última hora

Última hora

Bruxelas puxa orelhas da Hungria por causa de derrame tóxico

Em leitura:

Bruxelas puxa orelhas da Hungria por causa de derrame tóxico

Tamanho do texto Aa Aa

A Hungria nunca deveria ter autorizado a construção do reservatório na origem do derrame tóxico de 4 de outubro de 2010. A conclusão é da Comissão Europeia, que denuncia um erro de classificação dos resíduos.

A lama tóxica inundou dezenas de aldeias, matou dez pessoas e deixou 150 feridos.

Joe Hennon, porta-voz da Comissão Europeia, afirma que “os húngaros classificaram incorretamente a lama vermelha no alvará de construção. Deveria ter sido classificada como perigosa, mas tinha sido classificado como não perigosa”.

Bruxelas espera mais informações de Budapeste e mantém em aberto a hipótese de iniciar um procedimento de infração por incumprimento da lei europeia sobre detritos perigosos.

O derrame tóxico da região de Kolontar foi a pior catástrofe ecológica da história da Hungria.