Última hora

Última hora

Escola Espanhola de Equitação de Viena recupera vigor

Em leitura:

Escola Espanhola de Equitação de Viena recupera vigor

Tamanho do texto Aa Aa

Depois de ter acumulado quase três milhões de euros de dívidas, a Escola Espanhola de Equitação de Viena começa pouco a pouco a recuperar a saúde financeira.

A direção implementou um novo plano de gestão, reduziu os salários, mas ainda é cedo para falar em resultados positivos.

“Estamos no vermelho este ano. No ano passado, podíamos ter tido um resultado positivo mas tivemos vários problemas. Os cavalos contraíram um vírus e a nuvem de cinzas obrigou ao cancelamento de uma digressão”, explica Elisabeth Gurler, diretora Escola Espanhola de Equitação de Viena.

Para diminuir os custos, a Escola abriu um novo centro de treino em Heldenberg, na Baixa Áustria, no nordeste do país.

“Temos 72 cavalos em Viena, e 30 em Heldenberg. Ou seja, temos mais cavalos. Precisamos de uma segunda estrutura, para as digressões, de modo a duplicar as receitas. Agora podemos ter ao mesmo tempo uma digressão no estrangeiro e uma apresentação em Viena”, conta Elisabeth Gürtler, diretora da Escola de Equitação.

As origens da Escola Espanhola de Equitação de Viena remontam ao século XVI. Uma estrutura antiga que continua a ter numerosos adeptos. Os espetáculos da escola atraem 300 mil pessoas por ano.