Última hora

Última hora

Trabalhadores decidem futuro da fábrica da Fiat em Turim

Em leitura:

Trabalhadores decidem futuro da fábrica da Fiat em Turim

Tamanho do texto Aa Aa

Na véspera da votação que decidirá o futuro da fábrica da Fiat, em Turim, centenas de trabalhadores saíram às ruas da cidade italiana para participar numa vigília.

Esta quinta e sexta-feira os funcionários devem decidir se aceitam ou não os planos do presidente da empresa, que de acordo com os sindicatos, afetarão os direitos dos trabalhadores.

Os planos do patrão da Fiat Sergio Marchionne contam com o aval do primeiro-ministro italiano Silvio Berlusconi.

Caso o projeto venha a ser rejeitado pelos trabalhadores, Marchionne ameaçou deslocalizar a produção para outra cidade, fala-se em Detroit, nos Estados Unidos. Ameaçou também retirar a inversão de mais de dois milhões de euros prevista para a fábrica.

Os sindicatos denunciam chantagem. A proposta do presidente da Fiat prevê distribuir as 40 horas semanais de trabalho em quatro dias, com turnos de dez horas cada um.