Última hora

Última hora

Líbano: Hariri regressa sem governo

Em leitura:

Líbano: Hariri regressa sem governo

Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro-ministro libanês, Saad Hariri, encontrou-se esta sexta-feira em Ancara com o seu homólogo turco, Recep Tayyip Erdogan.

Um périplo de que Hariri regressa para resolver a crise política no seu país, desencadeada com a quedo do governo, na sequência da demissão de 11 ministros.

O Hezbollah bateu com a porta por causa do inquérito em torno do assassinato de Rafic Hariri, o pai do atual primeiro-ministro.

O correspondente da euronews em Beirute diz que “Esta nova crise é diferente na forma como o equilíbrio de forças se pode transferir de um lado para o outro do conflito, podendo transformar a minoria em maioria e a maioria em minoria. Na segunda-feira, dia das consultas parlamentares, os libaneses os libaneses vão descobrir o futuro”.

E não se esperam facilidades na formação do novo governo. As divisões são enormes, quando se aguarda para os próximos dias um anúnico do Tribunal Especial para ao Líbano sobre os resultados da investigação à morte de Rafic Hariri.

Os rumores de envolvimento do movimento xiita Hezbollah têm envenenado os meios políticos do país. O Hezbollah tem negado sempre a participação no atentado que, a 14 de fevereiro de 2005 ,matou Rafic Hariri, em Beirute.