Última hora

Última hora

Berlusconi diz "nunca" ter pago por sexo com uma menor

Em leitura:

Berlusconi diz "nunca" ter pago por sexo com uma menor

Tamanho do texto Aa Aa

Silvio Berlusconi rejeita as acusações de prostituição de uma menor e abuso de poder no caso da jovem marroquina conhecida como “Ruby”.

Um dia depois da procuradoria de Milão ter anunciado a abertura de um inquérito, o primeiro-ministro italiano defendeu-se numa mensagem difundida numa página web próxima do seu partido.

Berlusconi considera “absurdo pensar que [ele] poderia pagar para ter sexo com uma mulher”. O chefe do governo diz que isso “é algo que nunca fez” e que seria “degradante para a [sua] dignidade”.

A jovem – de nome verdadeiro Karima El Mahroug e que entretanto completou 18 anos – também nega ter tido relações sexuais com Berlusconi.

O primeiro-ministro é ainda suspeito de ter pressionado a polícia de Milão em Maio do ano passado para libertar a jovem, detida por roubo.

Karima reconheceu ter recebido “sete mil euros na primeira noite” que participou numa festa na propriedade de Berlusconi em Arcore, no norte de Itália, mas apenas por que o primeiro-ministro decidiu ajudá-la depois de tomar conhecimento da sua “difícil situação” financeira.

A procuradoria de Milão abriu o inquérito poucos dias depois do Tribunal Constitucional italiano ter invalidado parcialmente a Lei do Legítimo Impedimento, que permitia a Berlusconi evitar qualquer comparecência perante a Justiça enquanto se mantivesse à frente do governo.