Última hora

Última hora

Cerco apertado a Berlusconi

Em leitura:

Cerco apertado a Berlusconi

Tamanho do texto Aa Aa

Os partidos da oposição italiana pediram hoje a demissão de Silvio Berlusconi.

O primeiro-ministro está a ser alvo de uma investigação sobre alegadas relações sexuais que teve com uma menor, de origem marroquina, conhecida por Ruby.

Dario Franceschini, o líder do maior partido da oposição, foi incisivo e claro: “Devia demitir-se e deixar o presidente, o Parlamento e sua própria maioria escolherem o caminho a seguir, com as pessoas certas, por forma a salvar este país e reconstruir a credibilidade das suas instituições aos olhos de todo o mundo. Mais importante ainda, aos olhos do povo italiano”.

No domingo, Berlusconi divulgou uma declaração na qual, mais uma vez, se diz inocente:

“É absurdo só de pensar que eu pagaria para fazer sexo com uma mulher. É algo que nunca aconteceu na minha vida, nem mesmo uma vez. Considero isso degradante para a minha dignidade”, disse o primeiro-ministro italiano.

Silvio Berlusconi está a ser investigado por presumível incitação à prostituição de menores e peculato no caso Ruby, a jovem que participou em festas privadas do primeiro-ministro, quando ainda era menor.