Última hora

Última hora

Ministros da Eurozona adiam criação de fundo

Em leitura:

Ministros da Eurozona adiam criação de fundo

Tamanho do texto Aa Aa

Os ministros das Finanças da Eurozona precisam de mais tempo para refletir sobre um mecanismo europeu de salvamento.

No fim da reunião de segunda-feira, os ministros dos 17 países pareceram longe de uma decisão firme sobre a entrada em funcionamento deste fundo.

Para o ministro alemão, Wolfgang Schäuble, o importante é que esse mecanismo seja duradouro e eficaz: “Estamos a discutir a criação de um pacote completo, que elimine a necessidade de reagir de dois em dois meses. O que queremos, e toda a gente está de acordo, é um pacote completo”.

Schäuble diz que os desenvolvimentos das últimas semanas, com a colocação no mercado de novas obrigações portuguesas e espanholas, retiraram o caráter urgente às discussões.

A Grécia foi o primeiro país da Eurozona a precisar de ser salvo pelos parceiros da União e pelo FMI e esteve também em discussão.

O ministro grego desmentiu as notícias de que o país iria adiar todos os pagamentos de empréstimos.