Última hora

Última hora

Propriedades pilhadas da família de Ben Ali são local de peregrinação

Em leitura:

Propriedades pilhadas da família de Ben Ali são local de peregrinação

Propriedades pilhadas da família de Ben Ali são local de peregrinação
Tamanho do texto Aa Aa

Símbolos de um poder caído e da corrupção denunciada pela população tunisina, as propriedades milionárias do clã Ben Ali tornaram-se um local de peregrinação.

Queimada e pilhada há uma semana, a casa luxuosa de um sobrinho do presidente deposto no Golfo de Hammamet tem recebido centenas de visitantes.

Um tunisino mostra restos de porcelana, dizendo que é um exemplo “do dinheiro [esbanjado] do povo”.

Uma mulher afirma, escandalizada, que muitas pessoas “não podem sequer comprar leite para as suas crianças”, enquanto aqui não faltam “cristais”.

Enquanto os tunisinos vagueiam entre os escombros, o jornal Le Monde fez saber que os serviços secretos franceses suspeitam que Leila Trabelsi – a esposa de Ben Ali – fugiu do país com uma tonelada e meia de ouro.

O clã Ben Ali-Trabelsi é acusado de ter usado o aparelho de Estado para açambarcar as riquezas da Tunísia. Num sinal exterior dos frutos dessa riqueza, um Ferrari confiscado a um familiar da mulher do presidente deposto era transportado este domingo na estrada entre Cartago e a capital.