Última hora

Última hora

Propriedades pilhadas da família de Ben Ali são local de peregrinação

Em leitura:

Propriedades pilhadas da família de Ben Ali são local de peregrinação

Tamanho do texto Aa Aa

Símbolos de um poder caído e da corrupção denunciada pela população tunisina, as propriedades milionárias do clã Ben Ali tornaram-se um local de peregrinação.

Queimada e pilhada há uma semana, a casa luxuosa de um sobrinho do presidente deposto no Golfo de Hammamet tem recebido centenas de visitantes.

Um tunisino mostra restos de porcelana, dizendo que é um exemplo “do dinheiro [esbanjado] do povo”.

Uma mulher afirma, escandalizada, que muitas pessoas “não podem sequer comprar leite para as suas crianças”, enquanto aqui não faltam “cristais”.

Enquanto os tunisinos vagueiam entre os escombros, o jornal Le Monde fez saber que os serviços secretos franceses suspeitam que Leila Trabelsi – a esposa de Ben Ali – fugiu do país com uma tonelada e meia de ouro.

O clã Ben Ali-Trabelsi é acusado de ter usado o aparelho de Estado para açambarcar as riquezas da Tunísia. Num sinal exterior dos frutos dessa riqueza, um Ferrari confiscado a um familiar da mulher do presidente deposto era transportado este domingo na estrada entre Cartago e a capital.