Última hora

Última hora

Economia chinesa continua imparável

Em leitura:

Economia chinesa continua imparável

Tamanho do texto Aa Aa

O crescimento económico da China, registado em 2010, superou todas as expectativas.

O Produto Interno Bruto cresceu 10.3, muito acima dos 9.2 verificados no ano anterior.

São números já validados pela entidade estatística nacional.

As previsões internacionais não iam além dos 9.8 por cento.

Um dos sectores que mais contribuiu para este crecimento foi o da construção.

Mas esta medalha tem um reverso. Os preços vão crescendo e a infação começa a apresentar valores procupantes, como reconhece o director dos serviços de estatística:

“Embora o governo, a todos os níveis, tome várias medidas e receba resultados notáveis do controle da inflação, a tendência de preços para 2011 não pode ser encarada levemente, porque há ainda um processo para combater a inflação, e há expectativas de enormes aumentos no índice de preços ao consumidor”.

Preços fora de controle por todo o país, mas é em Pequim que a inflação regista valores mais preocupantes.

E o sector mais afectado é o dos produtos alimentares.

Os analistas falam de uma economia super-aquecida e, portanto, com factores de desequilíbrio.