Última hora

Última hora

Wikileaks: ex-bancário suíço detido poucas horas depois de ser condenado

Em leitura:

Wikileaks: ex-bancário suíço detido poucas horas depois de ser condenado

Tamanho do texto Aa Aa

A polícia suíça deteve Rudolf Elmer, poucas horas depois da Justiça condenar o ex-bancário a uma multa de cinco mil e quinhentos euros pelas revelações ao site Wikileaks.

Elmer é agora acusado de violar a lei do sigilo bancário suíço pela transmissão de dados ao Wikileaks.

Um tribunal de Zurique tinha antes considerado o antigo chefe de operações do banco Julius Baer nas Ilhas Caimãs culpado de coerção e violação do segredo bancário, mas desta feita por tornar públicas informações privadas de clientes da instituição.

No início da semana, o ex-gestor de fortunas, entregou ao fundador do Wikileaks, Julian Assange, dois CDs com dados sobre clientes que terão fugido ao fisco.

Segundo Elmer, na lista de clientes estão 40 políticos, para além de artistas e empresários.

Assange afirmou que a informação só será publicada depois do Wikileaks verificar os dados.