Última hora

Última hora

Alemanha quer respostas sobre alegado motim no "Gorch Fock"

Em leitura:

Alemanha quer respostas sobre alegado motim no "Gorch Fock"

Tamanho do texto Aa Aa

O ministro alemão da Defesa enfrenta ataques da oposição. Karl-Theodor zu Guttenberg anunciou a abertura de um inquérito sobre as suspeitas de um motim a bordo do navio-escola “Gorch Fock”, na sequência da morte de uma jovem cadete.
 
“Não vou condenar ninguém de forma precipitada. Mas se as acusações forem reais haverá consequências. É preciso esclarecer completamente e ver o que realmente o que se passou”, declarou o ministro.
 
O navio, atualmente atracado em Ushuaia, no sul da Argentina, aguarda a chegada de uma equipa de investigação.
 
A aluna de 25 anos morreu em novembro, durante um exercício ao largo de Salvador da Baía, no Brasil. A jovem caiu de uma altura de trinta metros de um dos mastros e os outros cadetes recusaram realizar o mesmo exercício. O incidente levou a sérias discussões entre os cadetes e os superiores, levantando suspeitas de motim, o que pode ser punido de forma severa.