Última hora

Última hora

Blair enfrenta de novo comissão para o Iraque

Em leitura:

Blair enfrenta de novo comissão para o Iraque

Tamanho do texto Aa Aa

O antigo primeiro-ministro britânico, Tony Blair voltou a ser interrogado sobre o envolvimento do Reino Unido na guerra do Iraque.

Em Londres, Blair apresentou-se esta manhã na comissão de inquérito presidida por John Chilcot, que quer saber mais detalhadamente o papel do seu governo no conflito.

“A coisa mais importante para mim sobre o onze de setembro, e tenho-o dito muitas vezes, é que três mil pessoas foram mortas, mas podiam ter sido 300 mil se eles tivessem conseguido. A grande dificuldade que temos hoje de enfrentar, e estamos a enfrentá-la nesta altura, é por isso que pessoalmente assumi um nível de compromisso muito elevado em relação ao Irão, é o risco deste novo tipo de terrorismo e extremismo, baseado na ideologia pervertida do islão e combinado com a tecnologia, poder matar pessoas a uma larga escala”, declarou.

A Grã-Bretanha enviou para a invasão do Iraque, em 2003, 45 mil soldados no quadro da coligação internacional liderada pelos Estados Unidos, decisão que suscitou na altura, a indignação dos grupos pacifistas cuja revolta se mantém ainda hoje. Blair já tinha sido interrogado a 29 de janeiro de 2010, tendo então afirmado que a invasão do Iraque não foi um erro.